LuzIA: conheça a nova ferramenta de inteligência artificial

LuzIA: conheça a nova ferramenta de inteligência artificial

LuzIA é associada ao WhatsApp e outros aplicativos como o Telegram, além de usar o mesmo princípio do ChatGPT

Recentemente, mais uma novidade no campo da inteligência artificial ganhou destaque na internet e conquistou em torno de um milhão de usuários no Brasil. Trata-se da LuzIA, ferramenta associada ao WhatsApp e outros aplicativos como o Telegram, além de usar o mesmo princípio do ChatGPT — é inclusive integrada a ele —, porém, com novas funcionalidades e a facilidade de estar no app de conversa mais utilizado do país.

LuzIA – como funciona

A LuzIA responde perguntas, transcreve áudios e, até mesmo, cria imagens, além de oferecer a opção do usuário conversar com personagens como o Yoda ou o Forrest Gump. É uma junção de possibilidades que outras IAs já realizam. No entanto, a diferença da LuzIA é bem mais simples: o acesso.

Como já sabemos, o WhatsApp é um fenômeno no Brasil. Aliado a tudo isso, o ChatGPT já está mais do que presente no dia a dia de milhões de pessoas, sendo um dos muitos passos dados ao redor do mundo para um futuro em que a IA será tão presente no cotidiano quanto os smartphones são hoje.

Lugar-comum

Por outro lado, alguns sistemas já se tornaram lugar-comum para muitos. É o caso da Alexa, por exemplo. Ao mesmo tempo, não é algo acessível para grande parte da população. Portanto, ainda existe uma barreira para a real popularização dessa tecnologia.

Avanço das Ias

Diante de novas tecbologias e funcionalidades, é inevitável segurar o avanço das Ias.

A visão do fundador da LuzIA, o engenheiro espanhol Álvaro Higes, é a de que ela se torne uma assistente pessoal para questões do dia a dia. Entre outras utilidades possíveis, estudantes podem tirar dúvidas, pais podem perguntar sobre atividades para seus filhos, profissionais ligados a atividades criativas podem pedir ideias ou aperfeiçoar as que já têm etc.

Contudo, é preciso ter mais atenção quando se fala dessa evolução. Neste caso, a forma como ela vai impactar o mercado de trabalho. Isso não quer dizer, segundo Arnobio Morelix, CEO da Faculdade Sirius, que as IAs vão “roubar empregos”, mas sim sobre como elas serão incorporadas às funções que já existem, ou criarão novas.

Mudanças

Morelix diz também que as IAs vão, sim, mudar muita coisa, o que não significa que será um problema. Os profissionais terão que se adaptar, e quem começar mais cedo vai se dar melhor.

O CEO acredita em um futuro onde todo profissional de alta performance possa trabalhar com uma IA ao lado, auxiliando nas mais diversas tarefas. Isso quer dizer que eles terão que entender e lidar com ciências de dados. Para atuar nesse futuro com agilidade e eficiência, essa é uma habilidade necessária.

Assistentes inteligentes

Já nos em relação às assistentes inteligentes, em breve, elas irão além da resolução de dúvidas e criação de textos simples. Tais ferramentas estão em constante evolução a fim de oferecer novos recursos, que auxiliem no cotidiano e na área profissional, mudando assim a forma como produzimos, consumimos e vivemos.

Por enquanto, a LuzIA é uma tecnologia vista amplamente como uma facilidade. Ferramentas como esta são apenas o começo.

*Foto: Reprodução/br.freepik.com/fotos-gratis/homem-tiro-medio-usando-oculos-vr_19265130

Outras postagens

Postagens relacionadas

Últimas postagens

5ª edição do Wine in Búzios vai até dia 9 de junho

Festival de vinhos ocorre na Praça Santos Dumont, no centro da cidade litorânea O tradicional festival de vinhos Wine in Búzios está em sua quinta...

Celeiro de startups: Brasília se torna berço da inovação no país

Celeiro de startups possui potencial para oferecer soluções tecnológicas transformadoras Recentemente, Brasília virou notícia por ser reconhecida como o berço da inovação no Brasil. Isso...

Inventário de imóvel: por onde começar?

A prática é obrigatória e pode ter consequências para quem descumprir esse processo O inventário existe para partilhar um imóvel deixado de herança, podendo ser...