Habitat espacial futurista da Airbus: conheça o conceito ‘Loop’ 

Habitat espacial futurista da Airbus

Habitat espacial futurista da Airbus promete ser mais espaçoso e confortável do que as estações espaciais já existentes

Na semana passada, a Airbus revelou o Loop, um novo conceito de habitat espacial que promete ser mais espaçoso e confortável do que as estações espaciais já existentes. O Loop é um módulo orbital de propósitos múltiplos, que pode ser customizado e possui capacidade para até oito pessoas.

Habitat espacial futurista da Airbus

O habitat espacial futurista da Airbus faz com que o módulo conte com três decks customizáveis, conectados por um túnel cercado por uma estufa integrada. Na configuração padrão, ele pode receber uma tripulação de até quatro pessoas. Porém, pode ser ajustado para comportar oito.

Além disso, esta configuração básica oferece um deck de habitação, um deck científico e um com uma centrífuga que produz gravidade artificial, para os tripulantes terem um descanso da sensação de gravidade zero.

“A abordagem modular permite que os clientes do Loop adaptem a seleção de decks à sua missão individual.”

8 metros de comprimento

O habitat foi desenhado para medir apenas 8 metros de comprimento, tamanho que permitiria acomodá-lo no interior da carenagem de foguetes poderosos da próxima geração, como o Starship, da SpaceX. Ainda segundo a companhia, ele poderia ser lançado e, logo depois de chegar à órbita, já estaria pronto para receber pessoas.

Em comunicado, a Airbus disse o seguinte sobre o habitat espacial futurista

“O Loop, da Airbus, foi desenhado para tornar as estadias de longo prazo no espaço confortáveis e aproveitáveis para seus visitantes, enquanto apoia operações eficientes e sustentáveis ao mesmo tempo.”

Meados da década de 2030

Por fim, a Airbus afirmou que o Loop pode ir ao espaço em meados da década de 2030, após o fim das operações da Estação Espacial Internacional. E tanto o módulo quanto seus elementos foram desenhados para se tornarem parte de qualquer estação sucessora do laboratório orbital, ou algum outro tipo de infraestrutura espacial — seja ela comercial ou não.

*Foto: Reprodução/Unsplash (Jeremy Straub)

Outras postagens

Postagens relacionadas

Últimas postagens

Murillo Vianna retorna à gestora Angra Partners

O executivo, que já operou em casos de reestruturação, chega para fortalecer a área de venture capital da empresa No último mês, segundo informações apuradas...

Vinícola urbana de Florença se destaca por sua liderança feminina

Vinícola urbana de Florença é a primeira neste segmento na região; conheça mais sobre o empreendimento da cidade italiana Uma das cidades mais importantes da...

Renato Conill comenta as principais categorias do automobilismo

O ex-piloto gaúcho comenta as divisões do esporte e sua variedade de experiências para pilotos e fãs Segundo o estatuto da Confederação Brasileira de Automobilismo...