Pilares da Criação: NASA lança visualização em 3D

Pilares da Criação: NASA lança visualização em 3D

A beleza dos Pilares da Criação sempre surpreende às pessoas que a contemplam. Para quem não conhece o lugar, são as estruturas de gás e poeira que fazem parte da Nebulosa da Águia. No entanto, os internautas puderam conferir, graças à NASA, uma visualização em 3D dessas estruturas celestes usando dados dos telescópios Hubble e James Webb.

Pilares da Criação

Além disso, a imagem, em vídeo, segundo a descrição da NASA, trata-se de um filme baseado em dados observacionais de um artigo científico liderado pela professora associada da Universidade de Durham, no Reino Unido, Anna McLeod.

Já nas palavras do cientista Frank Summers, do Space Telescope Science Institute, ao voar entre os pilares, os observadores podem experimentar sua estrutura tridimensional e podem ver como parecem diferentes na visão de luz visível do Hubble e na visão de luz infravermelha do Webb.

Contrastes

Além disso, o contraste ajuda a compreender porque temos mais do que um telescópio espacial para observar diferentes aspectos do mesmo objeto.

Duas representações dos Pilares da Criação

Na versão do Hubble do modelo (esquerda), os pilares apresentam poeira marrom-escura, opaca e gás ionizado amarelo brilhante contra um fundo azul-esverdeado. Já a versão Webb (direita) apresenta poeira laranja e marrom-alaranjada que é semitransparente, com gás ionizado azul-claro contra um fundo azul-escuro.

Nota da NASA

Em nota, a NASA explica que a nova visualização ajuda os espectadores a perceber como dois dos telescópios espaciais mais poderosos do planeta Terra trabalham juntos para fornecer um retrato mais complexo dos pilares.

Em suma, o que ocorre de fato é que o Hubble vê objetos que brilham na luz visível, a milhares de graus. Por sua vez, a visão infravermelha do Webb, que é sensível a objetos mais frios com temperaturas de apenas centenas de graus, atravessa a poeira obscura para ver estrelas embutidas nos pilares.

Descobertas

A região dos Pilares da Criação continua a oferecer descobertas que melhoram a nossa compreensão de como as estrelas se formam. E a partir desta nova visualização, todos podem experimentar uma paisagem rica e cativante de um novo jeito, ressalta.

Por fim, vários estágios de formação estelar são destacados na visualização. À medida que os observadores se aproximam do pilar central, eles veem no seu topo uma protoestrela embutida, brilhando na luz infravermelha.

Sobre os pilares

Os Pilares da Criação ficaram famosos, pela primeira vez, pelo Telescópio Espacial Hubble da NASA em 1995. E agora, os telescópios Hubble e James Webb criaram uma nova visão.

*Foto: Reprodução/Site NASA

Outras postagens

Postagens relacionadas

Últimas postagens

Pesquisa revela novos caminhos para combater o câncer

Estudo publicado pela Universidade de Paris fortalece a importância da indução de proteínas de choque térmico na luta contra a doença Levantamento realizado pelo Instituto...

Feira ES Construção Brasil: Casa do futuro pronta em 12 dias

Feira ES Construção Brasil traz novidades do setor; evento termina hoje, no Pavilhão de Carapina, na Serra; entrada é gratuita Termina hoje (19), a primeira...

Primeiros humanos surgiram na África: Entenda como

Pesquisas recentes atestaram que primeiros humanos deixaram continente africano antes do esperado Como já se sabe através de muitos estudos, os primeiros seres humanos surgiram...