Bateria de íons de sódio tem recarga mais rápida a partir de teste sul-coreano

Bateria de íons de sódio tem recarga mais rápida a partir de teste sul-coreano

Bateria de íons de sódio, segundo testes de grupo de pesquisadores da Coreia do Sul, é capaz prover uma recarga em poucos segundos, além de armazenar mais energia do que baterias de lítio

Recentemente, pesquisadores da Coreia do Sul realizaram um projeto em que eles avaliaram se, de fato, as baterias de íons de sódio são mais eficientes que as de lítio. O resultado foi que as de sódio foram recarregadas em poucos segundos. Para isso, os cientistas apostam no uso de sódio (Na), elemento químico cerca de mil vezes mais abundante que o lítio (Li) das baterias atuais.

Bateria de íons de sódio – recarregamento

Vale lembrar que a bateria de íons de sódio já existe. Além disso, ela é mais barata. Isso porque o sódio pode ser encontrado em abundância no mundo inteiro, o que inclui os oceanos. Por outro lado, a extração do lítio é feita predominantemente na Austrália e no Chile. E países como Argentina e Brasil fornecem volumes complementares.

No caso do Brasil, o empresário industrial catarinense, Ernesto Heinzelmann, afirma que apesar da demanda por lítio crescer nos próximos anos e o país possuir grandes reservas deste minério, as questões acerca de sua extração revelam uma insegurança jurídica, que já foi ultrapassada por outros países, espantando assim os investidores por aqui.

Recarga lenta

Em contrapartida, as baterias de íons de sódio atuais possuem recarga mais lenta e com capacidade de armazenamento de energia menor em comparação às tradicionais baterias de íons de lítio. Portanto, a pesquisa do Instituto Avançado de Ciência e Tecnologia da Coreia (KAIST) é de extrema importância para corrigir estas imperfeições.

Para otimizar a recarga, o estudo dos coreanos começou com o uso do ânodo de uma bateria de sódio combinada a um cátodo feito de material especial, geralmente, utilizado em capacitadores de alto desempenho.

O líder da pesquisa, o professor Jeung Ku Kang, explica que partiu de uma abordagem híbrida, permitindo que a bateria de íons de sódio alcance capacidades de armazenamento próximas ou até superiores em comparação a uma unidade equivalente baseada em íons de lítio.

Testes de laboratório

Além disso, os testes feitos em laboratório sugerem que baterias de sódio podem lidar com milhares de ciclos de recarga, provavelmente em número maior do que as suportadas pelas baterias de lítio disponíveis no mercado.

Tempo de recarga

A característica mais marcante desse experimento é o tempo de recarga, pois indica que a densidade de potência da bateria de sódio é pelo menos 30 vezes superior em relação às baterias de lítio.

Na prática, isso significa que se a bateria de um dispositivo atual leva uma hora para ser completamente recarregada, esse tempo pode cair para dois minutos com uma bateria de mesma capacidade com íons de sódio.

Chegada à sociedade

Apesar de todo esse experimento dos sul-coreanos, há uma grande questão em testes de baterias: nem sempre um trabalho promissor consegue chegar amplamente ao mercado para consumo da sociedade.

Portanto, a bateria desenvolvida pelos pesquisadores do KAIST terá que passar por testes e ajustes rigorosos de eficiência, confiabilidade, durabilidade, segurança, entre outros parâmetros.

Entretanto, pelo fato de o sódio não ser um elemento de alto custo torna a proposta mais interessante à indústria, podendo ser viabilizado no futuro.

Baterias de íon de lítio

Por conta de todos esses fatores é que as baterias de íon de lítio não sairão do mercado tão cedo.

Todavia, a expectativa é a de que, nos próximos anos, a pesquisa da equipe de Kang favoreça o uso de bateria de íons de sódio em dispositivos variados, que vão de celulares a carros elétricos.

*Foto: Reprodução/https://br.freepik.com/vetores-gratis/grupo-do-vetor-de-indicadores-da-carga-da-bateria-com-niveis-de-energia-baixos-e-altos-isolados-no-fundo-cheio_3823951.htm#fromView=search&page=1&position=22&uuid=cab06b40-57c0-46eb-a8e5-c95c379ea7b9

Outras postagens

Postagens relacionadas

Últimas postagens

Murillo Vianna retorna à gestora Angra Partners

O executivo, que já operou em casos de reestruturação, chega para fortalecer a área de venture capital da empresa No último mês, segundo informações apuradas...

Vinícola urbana de Florença se destaca por sua liderança feminina

Vinícola urbana de Florença é a primeira neste segmento na região; conheça mais sobre o empreendimento da cidade italiana Uma das cidades mais importantes da...

Renato Conill comenta as principais categorias do automobilismo

O ex-piloto gaúcho comenta as divisões do esporte e sua variedade de experiências para pilotos e fãs Segundo o estatuto da Confederação Brasileira de Automobilismo...