Vício em opióides: pesquisadores trabalham em vacina

Vício em opióides

Vício em opióides tem sido um dos maiores problemas das áreas de segurança e saúde dos EUA nos últimos anos

A epidemia de opióides tem sido um dos maiores problemas das áreas de segurança e saúde dos Estados Unidos nos últimos anos. Além disso, não há uma solução fácil para esta questão. Sendo assim, os pesquisadores estão pensando em saídas completamente inéditas para conseguir tratar o vício, o que inclui uma vacina.

Vício em opióides – possível vacina

A novidade veio à tona por um grupo de cientistas da Universidade de Columbia, em Nova York. Eles estão trabalhando em uma vacina que tem como alvo o vício em oxicodona. Hoje, a candidata a imunizante contra opióides está sendo testada em alguns voluntários com transtornos de abuso de drogas.

Sem prazer ao utilizar a substância

Na prática, a vacina contra o vício em opióides funcionaria ao impedir que a oxicodona estimule os centros de prazer do cérebro. A ideia possui base no entendimento de que se os usuários não sentem prazer ao fazer uso das substâncias, eles são menos propensos a usá-las e, consequentemente, seria difícil se tornarem dependentes.

Segundo a professora de neurobiologia da Universidade de Columbia, Sandra Comer:

 “A ideia por trás da vacina é que, depois de um tempo, o corpo produzirá um anticorpo para essa estrutura química específica.”

Ela disse ainda que se uma pessoa utilizar oxicodona, “o anticorpo se ligará a essa molécula e não permitirá que ela entre no cérebro”.

Nada de recaídas

Todavia, a expectativa dos pesquisadores é que a vacina reduza a taxa de recaídas de tratamentos de dependência de opióides que são feitos com assistência médica. Comer afirma ainda que, hoje, esta taxa gira em torno dos 50%.

“Se eles recaírem, esperamos que a vacina ainda forneça algum nível de proteção, pelo menos contra overdose.”

E completou que esta é uma chance de envolver novamente estes dependentes químicos em um tratamento.  

Outros tratamentos

Por fim, se esta primeira vacina atingir os resultados esperados, os pesquisadores pretendem desenvolver tratamentos com a mesma lógica contra a dependência de outros opióides, como heroína e fentanil.

Essas duas substâncias possuem efeitos ainda mais devastadores em seus usuários.

*Foto: Unsplash

Outras postagens

Postagens relacionadas

Últimas postagens

Murillo Vianna retorna à gestora Angra Partners

O executivo, que já operou em casos de reestruturação, chega para fortalecer a área de venture capital da empresa No último mês, segundo informações apuradas...

Vinícola urbana de Florença se destaca por sua liderança feminina

Vinícola urbana de Florença é a primeira neste segmento na região; conheça mais sobre o empreendimento da cidade italiana Uma das cidades mais importantes da...

Renato Conill comenta as principais categorias do automobilismo

O ex-piloto gaúcho comenta as divisões do esporte e sua variedade de experiências para pilotos e fãs Segundo o estatuto da Confederação Brasileira de Automobilismo...