Lixo plástico para armazenar energia: Cientistas propõem uso

Lixo plástico para armazenar energia: Cientistas propõem uso

Lixo plástico para armazenar energia, consiste na conversão dos resíduos em materiais de alto valor; assunto é tema de estudo de pesquisadores brasileiros

A conversão de resíduos plásticos em nanoestruturas de carbono para supercapacitores eletroquímicos – isto é, dispositivos para armazenamento de energia – é tema de estudo publicado por pesquisadores brasileiros na revista Waste Management.

Entre os autores está Luiz Fernando Gorup, professor da Universidade Federal de Alfenas (Unifal) e integrante do Centro de Desenvolvimento de Materiais Funcionais, um Centro de Pesquisa, Inovação e Difusão da FAPESP sediado na Universidade Federal de São Carlos (UFSCar).

Gorup também já desenvolveu um biofilme capaz de prolongar o prazo de validade dos ovos.

Lixo plástico para armazenar energia

Como destaca o artigo sobre o lixo plástico para armazenar energia. O crescimento rápido da fabricação de produtos plásticos ultrapassou a capacidade global de lidar com esse tipo de resíduo. Portanto, ele se torna um dos maiores problemas do meio ambiente na atualidade. Outra questão levantada pelo estudo é o descarte inadequado de supercapacitores.

Neste caso, uma possível solução ao problema é a conversão dos resíduos em materiais de alto valor, como supercapacitores feitos de nanomateriais de carbono. Entre as várias metodologias de reciclagem, a pirólise se destaca pela simplicidade e eficiência no tratamento de resíduos plásticos misturados, resultando na produção de materiais carbonáceos com diversas dimensões (0D, 1D, 2D e 3D).

Tal tecnologia, de acordo com os cientistas, oferece novas possibilidades para o uso de resíduos plásticos e de outros tipos na criação de materiais à base de carbono mais acessíveis para supercapacitores.

Sobre o artigo

Todavia, o artigo foi elaborado com base nos conhecimentos adquiridos ao longo de anos no Centro de Pesquisa e os temas foram abordados a partir da perspectiva dos materiais nanométricos.

Além de Gorup, assinam o artigo Elisangela Pacheco da Silva (Universidade Estadual de Maringá – UEM), Vanessa Hafemann Fragal (UEM), Elizângela Hafemann Fragal (UEM), Thiago Sequinel (Universidade Federal de Dourados), Rafael Silva (UEM) e Edvani C. Muniz (UEM, Universidade Tecnológica Federal do Paraná e Universidade Federal do Piauí).

O artigo Sustainable energy and waste management: How to transform plastic waste into carbon nanostructures for electrochemical supercapacitors pode ser acessado aqui.

*Foto: Reprodução/br.freepik.com/fotos-gratis/mulher-se-afogando-na-agua-sob-a-pilha-de-recipientes-de-plastico-lixo-garrafas-e-embalagens-usadas-enchendo-o-oceano-mundial-matando-pessoas_13636054

Outras postagens

Postagens relacionadas

Últimas postagens

Murillo Vianna retorna à gestora Angra Partners

O executivo, que já operou em casos de reestruturação, chega para fortalecer a área de venture capital da empresa No último mês, segundo informações apuradas...

Vinícola urbana de Florença se destaca por sua liderança feminina

Vinícola urbana de Florença é a primeira neste segmento na região; conheça mais sobre o empreendimento da cidade italiana Uma das cidades mais importantes da...

Renato Conill comenta as principais categorias do automobilismo

O ex-piloto gaúcho comenta as divisões do esporte e sua variedade de experiências para pilotos e fãs Segundo o estatuto da Confederação Brasileira de Automobilismo...