Chrome OS Flex: recurso dá nova vida PCs e Macs antigos

Chrome OS Flex

Chrome OS Flex é uma versão construída em cima da plataforma CloudReady para ter a mesma experiência dos Chromebooks para empresas ou escolas

Recentemente, o Google anunciou que pretende levar o Chrome OS a qualquer PC e Mac antigo. Mas com hardware na arquitetura da Intel. Sendo assim, o Chrome OS Flex é uma versão construída em cima da plataforma CloudReady para ter a mesma experiência dos Chromebooks para empresas ou escolas. Seu objetivo é estender a vida útil de seus dispositivos eletrônicos.

Chrome OS Flex

Além disso, a ideia é possibilitar que o sistema seja instalado a partir de uma unidade USB. E não é preciso possui um drive de DVD. Portanto, esta é uma ótima notícia para quem tem desktops ou notebooks já ultrapassados, com pouco processamento baixo. E o Chrome OS Flex preza bela leveza.

Versões antigas

Atualmente, que possui máquinas muito antigas, geralmente utiliza versões anteriores do Windows, como o XP ou o 7. Ou ainda ter distribuições leves do Linux. Em todos esses casos há o problema de limitações no uso de softwares mais recentes e populares. E no caso de Windows antigos, eles ainda podem deixar a máquina vulnerável a ataques.

Experiência completa em qualquer computador

Contudo, o maior objetivo do Google é entregar a experiência completa do Chrome OS para rodar em qualquer computador, praticamente. Entretanto, Thomas Riedl, diretor de gerenciamento de produtos do Google para Chrome OS, alerta que a experiência de instalação ainda pode ser um pouco difícil para os consumidores se eles precisarem entrar na BIOS e configurar sua máquina para inicializar a partir de uma unidade USB.

Solução viável

Apesar disso, a empresa aposta que esta é uma alternativa, uma vez que nem todos são familiarizados com o Linux tradicional. E embora, o Chrome OS seja baseado no código aberto do Sistema Livre. A vantagem é que o Chrome OS Flex seguirá a mesma cadência de lançamentos da versão convencional. O recurso deve oferecer sempre uma experiência atualizada para os usuários.

Suporte

Em contrapartida, ainda não há planos de adicionar suporte ao Google Play Store nem outras lojas de aplicativos para Android no Chrome OS Flex. A empresa afirma que o foco agora é tornar a experiência sólida e livre de bugs.

Macs ou MacBooks mais modernos

Entretanto, quem possui Macs ou MacBooks mais modernos não poderá rosar o sistema, pois não existe suporte à arquitetura do Linux, principalmente nos dispositivos M1 mais recentes. Todavia, em aparelhos com data antes de 2016 poderão funcionar corretamente com o sistema portado do Google.

Voltado a empresas

No caso das empresas, a integração com o CloudReady dará ao Chrome OS Flex os mesmos recursos gerenciais da versão original. Desse modo, os profissionais de TI poderão aplicar todas as regras do Chrome OS tradicional na versão Flex, bem como as licenças de uso e políticas de segurança. Embora esta alternativa não seja a ideal para quem lida com programação ou renderização de fotos e vídeos, ela pode ser útil para quem apenas utiliza editores de texto e navegação na web.

Disponível para testes

Por enquanto, a versão prévia do Chrome OS Flex já está disponível para testes de desenvolvedores. Portanto, ainda não é recomendado que usuários finais instalem o sistema em suas máquinas, pois podem enfrentar bugs e instabilidades.

*Foto: Divulgação

Outras postagens

Postagens relacionadas

Últimas postagens

ANS participa de iniciativa sobre IA

ANS participa de projeto que desenvolverá soluções digitais para melhoria da qualidade e do custo de serviços públicos A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS)...

Healthtech Laura e a transformação digital

Healthtech Laura se alinha a era da transformação, trazendo benefícios para a sociedade e comunidade médica, ao fornecer insumos valiosos para tomada de decisão...

Helicópteros espaciais em Marte: Nasa comenta o envio

Helicópteros espaciais em Marte, segundo afirmação da Agência Espacial Norte Americana, aeronaves são inspiradas no modelo Ingenuity e serão enviadas para a superfície do...