Capacidade cognitiva: A IA na automação de nossos sistemas

Capacidade cognitiva: A IA na automação de nossos sistemas

Capacidade cognitiva, hoje, tem a ver com integração, aumentando assim a eficiência e produtividade

Dos anos 1990 para cá, já vimos diversos avajnços da digitalização nas empresas. Isso inclui sistemas de gestão, de aumento de produtividade e de resolução de problemas, apesar de estar em estágio inicial, lançamento mão da tecnologia na realização de tarefas consideradas mais operacionais, manuais e repetitivas. Sendo assim, liberou a inteligência humana para atividades mais complexas.

Nossa capacidade cognitiva

No entanto, evoluímos mais nos últimos anos, e hoje estamos em um cebário de integração e automação entre esses sistemas, aumentando ainda mais a eficiência e a produtividade. Contudo, agora, principalmente nos últimos meses, passamos a vivenciar uma nova fase: a de automação da nossa capacidade cognitiva.

Em suma, vai além das atividades mais manuais, repetitivas e menos complexas. Atualmente, vivemos na transição para a automatização da criatividade, decisão e de complexidade de análises – atividades que antes dependiam única e exclusivamente da inteligência humana. Isso, graças à inteligência artificial (IA).

Em sua essência, a IA é a capacidade das máquinas de realizar tarefas que usualmente necessitam da inteligência humana. Isso inclui o aprendizado, o raciocínio, a solução de problemas e a compreensão da linguagem natural.

Criação de valor

Em contrapartida, o tamanho da oportunidade atual para criar valor, seja aumentando receita e otimizando custos nas organizações, ou, ainda, evoluindo a Medicina e a Ciência por meio de tecnologias avançadas como a IA, é centenas de vezes maior do que foi com aplicações digitais das décadas anteriores.

À medida que os sistemas de IA se tornam mais sofisticados, aproximam-se cada vez mais da capacidade cognitiva humana. Os humanos são bons em analisar as coisas. Mas as máquinas são ainda melhores.

Todavia, até pouco tempo atrás, as máquinas não tinham chance de competir com os humanos no trabalho criativo, apenas analisavam e tinham ligação ao trabalho cognitivo mecânico. Agora, estão apenas começando a serem mais criativas e sensatas. Essa nova categoria é chamada de “IA generativa”, o que significa que a máquina está gerando algo novo, e não apenas analisando algo que já existe.

Os avanços com IA e sua multiplicidade de usos

Hoje, com a Inteligência Artificial, podemos afirmar que sua capacidade dobra a cada seis meses aproximadamente, em termos de processamento de compitadores, por exemplo. Desse modo, se projetarmos isso para o futuro, fica difícil mensurar o volume e capacidade que as IAs poderão atingir em muito pouco tempo.

A aplicação da IA é vasta e diversificada, envolvendo inúmeros setores da economia. Desde a saúde e a indústria até o setor financeiro e a agricultura, a IA está encontrando formas de otimizar processos e melhorar a eficiência.

Empresas

Atualmente, entre as 10 maiores empresas do mundo, mais da metade são do setor de tecnologia. Elas dominaram vários segmentos da indústria, como o automotivo, varejo, financeiro e saúde, justamente por conseguirem avançar rapidamente, no timing certo. E o mesmo está acontecendo com a IA agora. Isso porque muitos negócios serão impactados com seus avanços e muitas empresas ficarão para trás, já que estamos falando sobre uma evolução nos negócios muito maior do que víamos há cinco ou 10 anos atrás.

*Foto: Reprodução/br.freepik.com/fotos-gratis/tecnologia-de-fundo-de-toque-humano-remake-moderno-de-a-criacao-de-adam_17851045

Outras postagens

Postagens relacionadas

Últimas postagens

Murillo Vianna retorna à gestora Angra Partners

O executivo, que já operou em casos de reestruturação, chega para fortalecer a área de venture capital da empresa No último mês, segundo informações apuradas...

Vinícola urbana de Florença se destaca por sua liderança feminina

Vinícola urbana de Florença é a primeira neste segmento na região; conheça mais sobre o empreendimento da cidade italiana Uma das cidades mais importantes da...

Renato Conill comenta as principais categorias do automobilismo

O ex-piloto gaúcho comenta as divisões do esporte e sua variedade de experiências para pilotos e fãs Segundo o estatuto da Confederação Brasileira de Automobilismo...